We are Online Market of organic fruits, vegetables, juices and dried fruits. Visit site for a complete list of exclusive we are stocking.

Usefull links

Contact us

hidroponia

Hidroponia

Hidroponia

 

Salve galera tudo bem com vocês? Hoje iremos falar um pouco mais sobre hidroponia e mistura de solo, é importante lembrar que tanto na hidroponia quanto na mistura de solo existem vantagens e desvantagens.

Veja abaixo o texto do artigo e no final o vídeo na íntegra:

 

 

Fertirrigação

Se você iniciar um cultivo com hidroponia ou mistura de solo você pode alcançar grandes resultados, esses dois tipos de cultivo costumam gerar grandes colheitas para os seus cultivadores, além desses dois tipos, existe um terceiro tipo de cultivo conhecido como fertirrigação, ele é um híbrido entre hidroponia e mistura de solo, e ele aproveita as vantagens de cada um deles.

No caso de você optar por esse cultivo, você fará um cultivo inerte, aquela velha mistura que todos conhecem de turfa de sphagnum e perlita expandida, mas também podendo ter outras coisas nessa mistura, você fará uma hidroponia passiva, ou um sistema semi-hidropônico.

 

 

Vantagens

A hidroponia oferece algumas vantagens em relação a mistura de solo, muitas vezes eles levam menos trabalho físico para montar e as plantas podem ser cultivadas em recipientes menores, o que faz com que o pós colheita seja muito menos trabalhoso com remoção de solos em geral. Plantas cultivadas em jardins hidropônicos costumam gerar plantas maiores e com maior rendimento, porém costumam dar mais trabalho, principalmente se cultivadas em sistema sem mídia ou solo, conhecido como sistema ativo. Nesse caso o cultivador deve estar preparado para fazer o controle detalhado de todas as variáveis que envolvem o sistema como: medir PH, medir EC, nível da água, temperatura da água entre outros.

No entanto temos que com convir que uma mistura de solo principalmente quando se usa um solo reaproveitado, como o caso de composteiras e outros sistemas, geram resultados impressionantes, ele proporciona a planta um crescimento mais natural e faz com que você dedique menos tempo ao seu jardim, o sistema de hidroponia passiva da essa facilidade, pois você tem uma terra inerte e pode fertirrigar ela de acordo com a necessidade do seu cultivo.

 

 

Mistura de Solos

Misturas de solo inerte devem ser muito bem pensadas e planejadas, caso você opte por ingredientes que deterioram, você deve avaliar bem sua utilização e aguardar até que o solo esteja preparado para o plantio.

As misturas que são bastante usadas hoje em dia são ingredientes não nutricionais, Incluindo: Turfa de sphagnum, fibra de coco, perlita expandida, argila expandida, casca de arroz, lã de rocha e vermiculita. Todas essas misturas podem ser usadas em sistemas hidropônicos ativos ou passivos, fertirrigação e semi-hidropônia.

Ingredientes mais biológicos como: Húmus de minhoca, Rocha moída, torta de mamona, farinha de osso, farinha de sangue, calcário dolomítico, calcário de conchas, partes e dejetos de animais em geral, entre outros, não devem ser usados em nenhum tipo de sistema hidropônico, seja eles hidro ou semi-hidro, esses ingredientes devem ser usados apenas nas misturas de solo, nós estamos desenvolvendo diversos conteúdos sobre solos e solos orgânicos, porém nesse vídeo nosso foco é hidroponia.

Sistemas hidropônicos são movidos por água e as raízes da planta que estão nesse sistema devem ficar sempre úmidas, o sistema é responsável por fornecer água e o nutriente para o desenvolvimento das plantas e já existem diversos métodos testados por jardineiros de todo o mundo, nós já falamos sobre isso no Sistemas de Cultivo Hidropônico.

 

Sistema Ideal

A escolha do sistema ideal requer muita atenção, existem sistemas com maior ou menor complexidade, porém não significa que a escolha de um sistema com menor complexidade vai gerar piores resultados.

 

Sistema Passivo:

Precisa de um reservatório ou pavio e precisa de ação capilar para beber água e nutrientes, à medida que a água é utilizada ele cria tensão que puxa as moléculas da água para cima, fornecendo as plantas o tanto de água que elas necessitam.

 

Sistema Ativo:

Utiliza uma bomba de água e ou compressor de ar e as raízes bebem e se alimentam diretamente da água sem ação capilar ou seja, existe uma etapa a menos no processo das plantas se alimentarem.

 

 

Meio de cultivo

Os produtores podem escolher o seu meio de cultivo, a maioria é inorgânica, ou seja, livre da molécula de carbono, assim elas demoram mais tempo para se deteriorar, casca de madeira e musgo tem a presença da molécula de carbono e ao contato com nutriente se deterioram muito mais rápido. Perlita expandida, fibra de coco livre de tanino, argila expandida e lã de rocha, são exemplos muito utilizados na hidroponia.

Argila expandida: pode ser utilizada em quase todos os meios de cultivo, EBB flow, containers, DWC, aeroponia, gotejamento e alimentação superior. É feito por cozimento de argila natural pura e como resultado as pastilhas se expandem em um peso leve meio semi-poroso, o PH é neutro portanto não afeta a mistura da água e nutrientes, elas fornecem tanto umidade como ar para as raízes.

Lã de rocha: as lãs de rocha são construídas para que 18% do espaço seja reservado para ar, oxigênio e CO2, as lãs de rocha podem ser um pouco alcalinas, pois podem conter um pouco de Cal, para remover o Cal  mergulhem uma solução ácida com PH 5,0 e deixe por 25 horas para dissolver o Cal, cuidado ao manejar a lã de rocha, recomenda-se o uso de máscara, as lãs de rocha podem ser reutilizadas, para reutilizar primeiro você tem que deixar ela secar completamente, por isso a possibilidade de ter mais de uma para ir alternando, após secos devem arrancar ou cortar a haste e as raízes ou corta-los, esterilize as lãs de rocha mergulhando em uma solução de água oxigenada a 3% e deixe por 24 horas, após 24 horas enxágue completamente e já pode utilizar.

 

Perlita expandida: a ação de capilaridade e a fácil drenagem fazem da perlita expandida um excelente produto para hidroponia, ela também é inerte e com isso não interfere na solução da água e nutriente, pode ser usada sozinha como único ingrediente para diversos tipos de sistema, sua capacidade de aeração de reter a água e PH neutro e não reativo, fazem da perlita um dos mais indicados meios de cultivo.

 

Fibra e pó de coco: o coco é um ingrediente bastante utilizado na hidroponia, ele consegue absorver de 5 a 8 vezes o seu próprio peso de água, possui também uma alta condutividade catiônica, as fibras não somente absorvem água como também podem reter algum resíduo de nutrientes, a quantidade de retenção de drenagem e circulação de ar, irão depender dos tamanhos das partículas e o percentual entre fibra e pó de coco, quanto mais fino a fibra e mais próximo de pó, mais retenção de água e menos de ar, e quanto mais fibroso e maior as fibras, menos retenção de água e mais retenção de ar. O PH da fibra normalmente costuma ser próximo do neutro de 5,0 a 7,0 e também alguns costumam ter uma pequena carga elétrica de potássio, ferro, manganês, zinco e cobre que são liberados aos poucos, da própria matéria orgânica do coco, Certifique-se de usar a fibra lavada e fervida, que não contenham tanino.

 

 

Dessa vez, vamos ficando por aqui, espero que tenham aprendido um pouco mais sobre hidroponia e misturas de solo, caso tenham alguma dúvida só perguntar aí em baixo. Para mais vídeos como este, inscreva-se em nosso canal do Youtube: Canal GrowPlant Cultivo Indoor

Deixe o seu comentário