We are Online Market of organic fruits, vegetables, juices and dried fruits. Visit site for a complete list of exclusive we are stocking.

Usefull links

Contact us

Fertilização Foliar

FERTILIZAÇÃO FOLIAR

Salve Galera, tudo certo com vocês? Hoje nós falaremos sobre Fertilização Foliar, qual suas funções e importâncias na nutrição e prevenção de suas plantas.

 

 

Adubação foliar é o processo de aplicação de nutrientes minerais ou orgânicos na folha vegetal, através da absorção total, com a utilização destes nutrientes por toda a planta, não se limitando a uma aplicação local na folha, suprindo as carências nutricionais em qualquer lugar da morfologia da planta. A adubação foliar não se limita à aplicação de soluções de nutrientes apenas à folhagem das plantas, o tratamento pode se estender aos ramos novos e adultos, das estacas e dos troncos por meio das pulverizações ou pincelamentos, o que é designado de adubação caulinar.

É uma técnica utilizada para fornecer nutrientes às plantas envolvendo a assimilação de nutrientes pelas folhas, não sendo considerada substituta da adubação convencional pelo solo, que envolve a assimilação de nutrientes pelas raízes, já que as quantidades de nutrientes normalmente envolvidas na produção de um cultivo são muito superiores às quantidades de nutrientes que poderiam ser absorvidas pelas folhas.

A adubação foliar deve ser feita no momento em que a planta não está captando água com tanta intensidade, o que significa que ela não estará com déficit hídrico. A aplicação deve ser realizada com bicos pulverizadores, que previnem o acúmulo de gotas muito grandes que podem molhar em excesso a folhagem, é importante ressaltar que deve ser feito nos períodos em que não existe uma luz intensa sobre as plantas.

PONTUAREMOS AGORA, ALGUNS TIPO DE FERTILIZAÇÃO FOLIAR:

TIPOS DE ADUBAÇÃO FOLIAR

Adubação Foliar Preventiva: mais utilizada e de resultados menos comprovados. Exemplo: boro nas culturas do repolho, couve-flor, brócolis e KCl para prevenir os danos causados pelas geadas.
Adubação Foliar Corretiva: aplicação de nutrientes para corrigir uma ou mais deficiências nutricionais é realizada em determinados momentos da cultura. Exemplo: mais efetiva para culturas perenes
Adubação Foliar Substitutiva: substitui a adubação via solo. Exemplo: micronutrientes.
Adubação Foliar Complementar: visando complementar o fornecimento de adubos  aplicados via sistema radicular (via solo ou água), empregada quando determinada cultura apresenta exigência elevada de um nutriente específico. Exemplo: boro nas culturas do Repolho e Mamão.
Adubação Foliar Suplementar no estádio reprodutivo: aplicação na fase de enchimento de grãos. Exemplo: soja (N, P, K e S).

A absorção foliar se dá em três passos sucessivos depois de estabelecido o contato do elemento com a epiderme superior, inferior ou ambas:

Atravessamento da cutícula cerosa e das paredes das células epidérmicas por difusão;
Chegada à superfície externa do plasmalema;
Movimento através de membrana citoplasmática com a entrada no citoplasma eventualmente no vacúolo depois de atravessar o tonoplasto.

Conjuntamente, a absorção dos nutrientes pode se dar pelos estômatos e tricomas espalhados na superfície das folhas. Vale relembrar que os estômatos são aberturas presentes nas folhas especializadas na realização de trocas gasosas enquanto os tricomas são glândulas de resina presentes nas folhas e flores.

Além disso para os tricomas, assim como na cutícula, os nutrientes necessitam estar solúveis em água ou em partículas muito pequenas para que ocorra a penetração. Já para os estômatos, partículas maiores podem ser absorvidas, visto que a cavidade em seu interior possui entre 20 e 80 mm.

Vale lembrar que em alguns casos, como por exemplo durante a vaporização ou combustão de ervas e flores a aplicação foliar deve ser encerrada antes do aparecimento dos tricomas, para assim não conterem traços de fertilizantes em sua estrutura.

Chegamos ao final deste artigo! Hoje vocês viram a importância e a função de se fazer a Fertilização Foliar. Caso tenham alguma dúvida, só perguntar aí em baixo. Para aprender um pouco mais sobre outros temas de cultivo veja outros artigos em nosso blog.

Deixe o seu comentário